Dica: Como acabar com a flacidez sem fazer cirurgia

Gostei0 Não Gostei0
Dica: Como acabar com a flacidez sem fazer cirurgia blogdogabrieldiniz.blogspot.com - 578 dias atrás

A maioria das pessoas notam que a pele fica mais flácida em torno dos 30 anos de idade ou devido a uma grande perda de peso em pouco tempo ou até mesmo depois da gestação. Os locais mais atingidos pela flacidez são braços, coxas, face e barriga. Em mulheres mais idosas, que se expõem constantemente ao sol e tem a pele clara a tendência a ter a pele mais flácida devido a uma perda de peso é muito maior.
Hoje me dia com a gama de tratamentos estéticos é possível reverter grande parte dessa flacidez sem partir para um cirurgia que é lago mais invasivo e difícil de controlar o resultado. É claro que esses tratamentos não são baratinhos. Mas antes de partir pra eles, existem coisinhas que você pode mudar para evitar a flacidez como:

Tomar colágeno e comer alimentos ricos da substância como gelatinas.
- Tomar bastante líquidos.
Fazer exercícios regularmente, principalmente que trabalhem a musculatura do abdômen, coxas e braços.
- Use desde já um creme firmador, um que possui um ótimo custo benefício é o da Nívea.
Consumir proteínas é fundamental para a produção de fibras e colágeno.
- Evite a exposição excessiva ao sol, isso só resseca a pele e faz com que ele envelheça mais rápido.

Tratamentos estéticos que melhoram a flacidez:
Esses tratamentos tem um resultado muito bom se feito logo quando notar a flacidez, já que o resultada varia de acordo com o nível da flacidez da pele.

Carboxiterapia: é um tratamento injetável, quem consiste em aplicar gás carbônico nos tecidos da pele. Melhorando celulites, estrias, flacidez e gordura localizada. Ele pode ser aplicado em diversas partes do corpo como braços, abdômen, coxas, glúteos. Ele tem seus benéficos, mas muita gente avisa que o processo é doloroso, mas que o resultado vale a pena.

Mesoterapia: é um tratamento injetável, é uma técnica também conhecida como aplicação de enzimas, onde a uma mistura de quadro a cinco componentes diferentes, formando um coquetel. A aplicação é feita por meio de medicamentos na pele ou subcutâneo, apresentando poucos efeitos colaterais, vários são os remédios ou enzimas utilizadas pelos médicos, responsável pela escolha do tipo de medicamento para cada problema.  E os resultados são bons na melhoria de celulite, flacidez e gordura localizada.
Radiofrequência: tratamento consagrado baseado na emissão de ondas eletromagnéticas, que promovem o aquecimento superficial e profundo da pele, elevando a uma temperatura em torno de 42 graus. O calor causa um estímulo da produção de fibras colágenas e elásticas, bem como provoca um aumento da circulação sanguínea e, dessa forma, trata e previne a flacidez de pele. Há vários tipos de equipamento que emitem radiofrequência unipolar, bipolar ou multipolar.
Laser Infravermelho: a luz laser infravermelha penetra profundamente na pele e, por isso, é capaz de estimular a produção de colágeno, elastina e outros componentes responsáveis pela sua elasticidade e sustentação. Vários aparelhos disponibilizam essa técnica.
Ultrassom microfocado: tecnologia inovadora em que cada disparo das ondas ultrassônicas origina pontos de retração da pele. Ao final de cada sessão, são realizados até 10.000 disparos, que aquecem pontualmente as camadas mais profundas da derme, local ideal para estimular a formação de colágeno e elastina, reduzir a flacidez e melhorar a elasticidade da pele. É utilizado, principalmente, na flacidez de face e pescoço.
Radiofrequência fracionada + ultrassom: moderno procedimento que possibilita a realização de centenas de microperfurações sobre toda a região da pele tratada, seguida de infusão de substâncias ativas com auxílio do ultrassom. Após a realização dos “furinhos”, que podem ter sua profundidade controlada, pode ser empregado um equipamento especial que emite ondas de ultrassom capazes de empurrar vários tipos de medicamentos no interior das perfurações. Isso permite que o médico possa infundir medicamentos específicos diretamente na camada mais profunda da pele, aumentando a eficácia dessa terapia, que pode contribuir para a redução da flacidez, bem como para vários outros problemas estéticos.
Fonte: http://www.minhavida.com.br

Continuar lendo...

Relacionados

  • Comentários
Nome:
Comentário:
Código:
captcha

estatisticas